Houve uma falha no carregamento do site, clique em recarregar para acessar.

Frases de Manuel Bandeira

As almas são incomunicáveis.

Cria, e terás com que exaltar-te no mais nobre e maior prazer. A afeiçoar teu sonho de arte, sentir-te-ás convalescer.

Vou me embora pra Passágada, lá sou amigo do rei.Terei a mulher que eu quero, na cama que escolherei!

Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.

Porque os corpos se entendem, mas as almas não.

A Eternidade está longe (menos longe que o estirão que existe entre o meu desejo e a palma da minha mão).

Um dia serei feliz? Sim, mas não há de ser já: a Eternidade está longe, brinca de tempo-será.

E a vida vai tecendo laços quase impossíveis de romper: tudo que amamos são pedaços vivos do nosso próprio ser.

Se beijar fosse crime e amar fosse pecado o céu estaria vazio e o inferno estaria lotado.

Quer livres, quer regulares, abrem sempre os teus cantares como flor de quintanares.

O que tu chamas tua paixão, é tão somente curiosidade. E os teus desejos ferventes vão batendo as asas na irrealidade…

Não aprofundes o teu tédio, não te entregues à mágoa vã.

Eu faço versos como quem chora… Eu faço versos como quem morre.

Teu corpo é tudo que brilha. Teu corpo é tudo que cheira…Rosa, flor de laranjeira…

A vida inteira que podia ter sido e que não foi.

Os anjos não compreendem os homens.

Minh’alma sofre e sonha e goza.

Vou me embora para passagarda.

Porém já tudo se perdeu no olvido imenso do passado.

Nas ondas da praia nas ondas do mar, quero ser feliz, quero me afogar.

Entre na sua conta Frases